quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Um mês e tal depois pensei:

Porque é que não pus aqui fotos da minha ida a Bristol e Cardiff?




Da esquerda para a direita...
1 Cardiff Centre 2 Cardiff Market 3 Cardiff Centre 4 Clifton/Suspended Bridge 5 Bristol Backpackers (Sala Lúdica) 6 Bristol Centre 7 Cardiff Castle 8 Bristol Backpackers 9 Bristol (vista da Clifton Bridge)


P.S.: Com os problemas que tive neste post decidi fazer uma colagem de fotos e colocar só uma, construída de muitas! Espero que não desapareça como as outras!Entretanto, andei a brincar com o meu picasa e finalmente criei um álbum público, ou melhor, dois: Bristol; Cardiff.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

2º Semestre

Como começar o segundo semestre em grande?

Ao esperar que uma aula comece sem saber quem é o professor, e, de seguida, ver o nosso professor preferido a entrar pela sala dentro, a ouvir mp3 com o seu estilo inconfundível!
Apesar da alegria de todos os presentes, e da surpresa alegre que a Dona Amélia demonstrou ao ver "tal personagem no ecrã" viemos a saber que só nos daria metade do semestre da cadeira de Modernismo e Pós Modernismo. Dividirá a cadeira com outra professora que já tive. É pena não ter a tempo inteiro porque realmente é uma pessoa que nos mantém felizes dentro de uma sala de aula. Ficamos um pouco alienados do resto do mundo lá dentro, e sabe tão bem. Obrigadinho Diogo!

Jeremias 29:11

"For I know the plans I have for you, declares the Lord, plans to prosper you and not to harm you, plans to give you hope and a future."
Jeremiah 29:11
Depois do que tinha acabado de escrever no post "Eu sei!" isto fez todo o sentido para mim. Obrigado! Já me tinha esquecido disto...

domingo, 24 de fevereiro de 2008

Eu sei!

Quando apetece escrever e não se tem que escrever, o que fazer?

Ouvir Miguel de la Bastide ajuda a pensar mas, mesmo assim, não sai nada de jeito dos dedos.
O meu grande pensamento, ultimamente: ERASMUS, sim ou não? Não sei se vou ou se fico, e tenho uns dias para decidir. Mas não queria decidir isto com a ânsia de libertação com que agora ando, pode ser mau caso isto passe...
Mas, a verdade é que não sei, sinceramente, se acabarei este ano o curso. A coisa tem corrido bem agora, mas com as cadeiras que tenho para trás não sei mesmo se o acabarei, e talvez por isso pense em acabar com ERASMUS este belo curso.
Caso acabe este ano, e se se confirmar que não existirão bolsas para o 2º ciclo, não irei, quase de certeza, fazer já o 2º ciclo. Gostaria imenso, mas quase 1500€ de propinas é muito para a minha carteira. Não é um drama para mim isto, pois arranjarei um trabalho - não tenho medo de trabalhar -, juntarei algum, e depois sim, tirarei o belo do 2º Ciclo em Jornalismo.

E, sinceramente, o estrangeiro volta à baila, e volta a ser uma alternativa bastante fiável. O que encontrei em Bristol foi uma realidade aliciante, ao nível de trabalho, e ao nível de relações humanas. Claro que iria sentir saudades de um milhão de coisas, mas como ultimamente parece este o sentimento mais doloroso na minha curta vida, a saudade, talvez até lá me habitue a gostar deste tipo de saudade.
Quem sabe mesmo se não será Bristol a acolher-me, ou Londres, ou Paris, sei lá...
Não quero mesmo é sobrecarregar os meus pais, não quero ser ainda mais um cansaço... Quero que eles aceitem, caso emigre, e que me possam visitar, claro. Sei que será muito difícil para eles, os dois, a minha ausência, também me dói pensar nisso, mas eles entendem a minha posição, talvez como eu não entenderia.
Coloco bastantes hipóteses na mesa (ou no teclado), mas consciente que nenhuma delas vai ser fácil para mim.

Claro que ainda há a hipótese de não chegar ao próximo Setembro, e aí não teria muito a decidir...

Para já, sou um jovem pensativo, melancólico, ferido, mas optimista! Sim, optimista, e acho que é o que me mantém [para além do optimismo que os meus amigos depositam no meu ser] .
Quem me acusou de ser "sonhador" não me magoou, antes pelo contrário, só mostrou que me conhecia, e a verdade é que talvez por ter tanta admiração pelos sonhos de cada um, e pelos meus, consigo ter sempre uma réstia de esperança dentro de mim.
Talvez sonhe que as coisas acontecerão rápido demais, que serei feliz em dois tempos, mas o sonho vai ficando comedido à medida que o tempo passa, e, sem desaparecer, impede que a desilusão apareça. Será assim na vida de tanta gente!

Já escrevi a minha parte do diário, do desabafatório! Mas hoje estou com pica para escrever um livro. Mau livro, mas livro. Não dizem que é nos picos que se consegue atingir a inspiração suprema? Estou num desses picos, quem sabe qual? Eu sei!

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Vamos à Póboa!

É tão bom ter amigos! Ando maravilhado com a força dos meus amigos, com a sua ajuda. Faz-me crer que sou especial para alguém, e isso é bom.
No Domingo pedi Amigos e eles vieram! No Domingo, e depois de tanto que se passou...o meu Vitória perdeu, mas fui feliz. Tive uma noite tão boa. Papagaio no ar, que momento tão mágico! Depois de vivermos momentos tão lindos só vos posso dizer OBRIGADO por me fazerem feliz!
Ultimamente ando muito sentimental, um lamechas, com o coração embalado numa rede de corda...
Eu teria tanto para dizer, mas demasiadas palavras estragavam aqueles momentos de amizade tão pura. Fomos genuínos, acredito nisso como acredito em Deus (afinal foi Ele que nos juntou!).

  • Ana, obrigado por me chamares maluco e duvidares da minha insanidade mental! Obrigado pelo teu sorriso me transmitir força, e por saberes as músicas que passavam na Santiago, tal como eu sabia...
  • Nuno, obrigado por estares lá, sempre, e por lançares um papagaio por nós com a alegria de um menino rodeado dos seus. Obrigado pelos teus arranjos musicais sorridentes!
  • Mila, obrigado por me ajudares a ser um pobre pescador, sorridente, como se o mar me limpasse a alma... foram os pés, mas parecia a alma! Obrigado por partilhares comigo uma magia quando dizes "Lindo!" - dito por ti - o que elogias torna-se mesmo Lindo!
  • Suse, obrigado por espalhares o apelo, e por seres secretária deste proclamador à cidade do Rei... Obrigado por me fazeres sentir vivo, e por ouvires os disparates que eu digo com um sorriso largo! Como quem percebe e acolhe o que sinto...
Eu tinha tanto para vos agradecer, a sério, mas agora não me lembro de tudo, nem quero dizer tudo! Não se chateiem se não vos agradeci tudo... desculpem apenas não me lembrar, e isto deve ser do avançar da hora, não do Moscatel à beira mar!
A mística persegue as nossas vidas, talvez porque a construímos! Tentamos ser felizes, mesmo que nos apelidem de malucos, e continuaremos a sonhar e a fazer felicidade, sim?
Por mim é quando quiserem!

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Eternal Sunshine of the Spotless Minds

Não sei se era este o título que queria dar a isto, mas não faz mal. Há pouco, estava a organizar os meus filmes e vi um que não tinha o título por extenso, apenas dizia "eotsm". Tinha ideia que era o filme "Eternal Sunshine of the Spotless Minds", que em português é algo como "Despertar da mente".
Cliquei e abri o filme, vi os primeiros minutos, um costume estranho da minha parte, e fiquei cativado. O problema é que amanhã tenho um exame, mas tudo bem...
Abri e lá fui vendo o filme, começando a entender tudinho, e até admito que gostei logo à primeira. Tava a ser invulgar, mas bonito. Depois começa o filme, realmente, e a história desenrola-se, e não vale a pena contar, pois a história é demasiado boa para se poder explicar em dois dedos de...texto.
Kate Winslet faz um papel brilhante, como eu não tinha visto ainda! No Titanic admito que gostei bastante, também, mas esta personagem encaixa-lhe na perfeição.
Jim Carrey é um caso sério de sucesso. Faz-me lembrar o meu velho amigo Robin Williams, que consegue fazer de tudo no cinema! Este Jim é igual! Vejam mesmo o filme.
Ah, já agora, a parte que me fez ficar "mesmo" a ver um pouco mais do filme...até o ter visto todo, foi a que esta no vídeo em baixo. Tem a música "Everybody got to learn sometimes" de fundo, e tem uma bonita mensagem a passar deveras importante, mesmo para os corações de pedra!

Tenho pensado, nestes últimos dias, no Dia dos Namorados. Nunca gostei deste dia, de verdade, e quem sabe nunca venha a gostar. Estava a pensar que as pessoas que não namoram, ou que não namoraram recentemente, se devem sentir muito mal neste dia. Parece que há quase uma obrigação para namorarem, darem prendas a alguém, receberem prendas.
A verdade é que de manhã, num breve comentário, escrevi no fórum da Associação VitoriaSempre, num tópico sobre este dia, o seguinte:

"Este dia enjoa-me como o carago.
Vocês já repararam que o comércio e a publicidade obrigam toda a gente a namorar? quanto mais não seja "apenas" neste dia. Quem não tiver namorada hoje até se deve sentir mal...Nem dorme de noite! Ofereça isto, ofereça aquilo, diga isto e diga aquilo. Ganda treta!
Nunca gostei deste dia, e acho que vou continuar a não gostar...rrrr".

E não é que depois abro o filme e deparo-me logo com esta bela coincidência?!

video

Não, não estou infeliz neste dia! Como o acho parvo não me afecta lá muito... Até fiquei feliz com esta coincidência. Há coisas do catano!

Post 101

Porque o 100 não tem piada, viva o Post 101!

E saber que já passaram tantos estados de espírito por estas teclas, e saber que tanta letra foi gasta! Viva o 101! E saber que atrás disto já fui feliz, já fui triste, já fui revoltado ou empolgado! É por estas e por outras que me faz tão bem escrever. Continua a fazer sentido a descrição do Blog - "Escrevo por não ter nada a fazer no mundo: sobrei e não há lugar para mim na terra dos homens." Esta Clarice sabe-a toda!
Obrigado a quem me foi ajudando a escrever; Àqueles que me fizeram bem e àqueles que me fizeram mal! Sim, porque a vida não são só rosas*, ainda que no dia de hoje nos tentem iludir disso! Enfim, obrigado a mim também (e agora é o momento em que esbracejo todo o meu ser com veemência). Em nome da Gerência, Obrigado!




101





*Lembrei-me agora de uma piada fantástica para alguém que queira acabar namoro com uma Rosa! A vida não são só Rosas!

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Não vou não!

Este Blog começa a ficar um pouco pessoal demais. Talvez quem não me conheça (de perto) não perceba nada do que vou escrevendo ultimamente! Mas vou escrevendo...será uma espécie de desabafatório. Há coisas que talvez não devesse escrever, mas chega-se a alturas em que se explode. E desta explodi! Nunca brinquei com ninguém, pelo menos propositadamente! Se o fiz sem saber, peço desde já desculpa a todos. E se brincasse do modo que comigo brincam não teria aquela hipocrisia. Mas penso que não merecia certas coisas que me vão acontecendo, mas enfim, já o Nilson dizia: "Deus é fiel e justo!".
Não me vou adiantar muito, apenas mostrar-vos o que me deixa triste neste momento...a vida há-de melhorar, mas não será certamente assim. Aquele abraço.
Sim, ABRAÇO, que ontem, reunião do Grupo de Jovens de S. Sebastião tive a oportunidade de abraçar muitos amigos! Com base no texto da "Mulher impura", eu, a Suse, a Mila e a Mariana preparámos uma bonita reunião. "Quem me tocou?". Sinceramente, gosto mesmo de vocês (Grupo), e foi bom sentir o mesmo da vossa parte ontem! A minha fé em vocês também me vai salvando...


1: "Nem sequer consegues olhar para mim!"
2: "VAI PO CARALHO".

Não vou não! Podes ter certeza disso!

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008